Diretor jurídico do Vitória critica decisão da FBF de declarar Bahia como vencedor do Ba-Vi

Diretor jurídico do Vitória critica decisão da FBF de declarar Bahia como vencedor do Ba-Vi

A polêmica sobre o resultado final do clássico Ba-Vi, disputado no último domingo (18), no Barradão, ainda não acabou. Após a Federação Bahiana de Futebol (FBF) declarar o Bahia como vencedor pelo placar de 3 a 0 por conta de insuficiência de jogadores do Leão, que teve cinco atletas expulsos, o clube Rubro-negro tentará reverter à decisão da FBF no Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA). De acordo com Roberto Dantas, diretor jurídico do Vitória, a entidade cometeu um equívoco. “Essa foi uma decisão da Federação, que goza do nosso respeito, mas que nos causou tamanha espécie. Pois não é uma decisão coerente e nem razoável. Uma decisão totalmente desacertada. O Regulamento Geral  de Competições da CBF, no artigo 56 é muito claro neste sentido. Nenhum jogo poderá ser realizado se uma equipe tiver menos de sete jogadores. O parágrafo terceiro é muito claro, dizendo que uma equipe tiver inferioridade numérica de sete jogadores, desde que dando causa a situação, ela perderá os pontos da partida e será declarada perdedora pelo placar de 3 a 0. O regulamento estabelece essa condição, desde que dando causa e deixa claro que aí tem uma margem de interpretação para que seja entregue ao Tribunal e o Tribunal sim, faça a avaliação. Se fosse automática não haveria a ressalva. Então não caberia a Federação fazer essa análise e essa leitura”, disse Dantas, em entrevista à Rádio Transamérica FM, de Salvador. A partida foi encerrada aos 35 minutos do segundo tempo, quando o placar estava em 1 a 1. Dantas quer que esse resultado seja mantido. “A Federação Bahiana de Futebol tem que manter o resultado. A partida terminou em 1 a 1 e o Vitória se considera detentor de um ponto da partida e vai brigar por isso. Vamos protocolar um mandado de garantia no Tribunal para brigarmos por essa situação”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *